Homem do Ano: Donald J. Trump

Fundo Branco

É difícil de listar todas as conquistas do presidente-eleito dos Estados Unidos no ano que termina. De desmontar o establishment republicano nas primárias a trucidar o conluio grande mídia-DNC ao puxar o tapete da inevitabilidade de Hillary Clinton, que já havia sido “eleita” por Hollywood e a imprensa há 8 anos.

Mas, talvez, a maior conquista do ex-magnata imobiliário e agora político tenha sido o golpe mortal na besta do politicamente correto que a sua vitória deferiu. Como Milo Yiannopoulos disse no começo do ano, “o politicamente correto tem o controle da academia, mídia, Hollywood e política, ele está na sua forma final, sua forma mais forte, se o matarmos agora ele jamais retornará”. Trump lutou contra todas essas forças juntas e venceu. Venceu não por causa dele, mas por que o povo, cansado das amarras verbais e comportamentais da cultura PC, lhe empurrou.

O construtor-chefe do novo mundo livre

Estamos vivendo um período de ruptura cultural e os efeitos já podem ser sentidos. Desde o vídeo da MTV News com “resoluções de ano novo para homens brancos” sendo derrubado pela empresa devido à recepção negativa ao próprio Milo conseguindo contrato de livro de 6 dígitos e sendo alçado ao topo dos mais vendidos na Amazon, a cultura está mudando.

Venho afirmando desde 2015: Trump é o homem certo, na hora certa. Política é timing. Mais ninguém conseguiria quebrar o establishment do politicamente correto desse jeito. Seria preciso a fama prévia de Trump, o sucesso de Trump, a personalidade sem-desculpas de Trump…

E, mais importante, seria necessário alguém que entendesse tão bem o momento do povo quanto Trump. Num ano de tantas mudanças, apenas um grupo pequeno enxergou além da bolha da mídia e ouviu a voz comum – que não aguentava mais ter seus filhos doutrinados na universidade, um presidente que não tinha orgulho do seu país e uma cultura cujo objetivo final é nos paralisar e mudar a forma como nos relacionamos um com o outro. Seria preciso alguém que, mesmo tendo nascido em berço de ouro e multiplicado sua fortuna através dos anos, sempre disse que se dava melhor com taxistas e peões de obra do que com a elite de Nova York.

Trump escutou. Trump ganhou.

Complexo
Fundador e editor-chefe do Lolygon.
CONTATO: complexo@lolygon.moe