O contexto por trás do vídeo viral do campeonato de joquempô japonês

Dos tantos vídeos que viralizam toda semana, um em especial chamou a nossa atenção. Um campeonato onde duas meninas asiáticas, em cosplay, num campeonato de pedra-papel-tesoura. Aparenta ser um campeonato bem organizado, com juiz e até plateia. A menina ganhadora se desespera em prantos, imensamente feliz por ter ganhado o torneio. Para o ocidente, isso faz parte do estigma de “Japão Louco”. Porém, tem um detalhe nesse vídeo.

Trata-se da final do Janken Taikai 2016, evento do AKB48 em que elege dois grupos de 7 meninas: um grupo principal (chamado Unit Song) e o outro, chamado de Coupling Song num torneio de joquempô (jankenpon, reduzido a janken pra ficar mais fácil). Nesse ano de 2016, pela 1ª vez na história a Tanabe Miku tornou-se center/campeã do torneio, após 10 anos de grupo. (Aqui você confere o chaveamento do torneio todo)

2016_janken_taikai_unit_senbatsu

Takeuchi Saki (6ª), Shibuya Nagisa (4ª), Yumoto Ami (2ª), Tanabe Miku (1ª), Komiyama Haruka (3ª), Fukuoka Seina (5ª) e Nozawa Rena (7ª), fazem parte do “Unit Song”

 

2016_janken_taikai_coupling_senbatsu

Tanaka Yuka (13ª). Kojima Mako (11ª), Takahashi Juri (9ª), Kawamoto Saya (8ª), Ogawasara Mayu (10ª), Ichikawa Manami (12ª) e Suzuki Mariya (14ª) fazem parte da Coupling Song

O torneio consiste em um chaveamento de grupos de 7, com 14 ou 15 meninas em cada um, onde a vencedora de cada grupo avança direto pra última fase, além de garantir vaga na formação do single principal. A imagem abaixo explica melhor:
tournament2016

A reação da então vencedora após vencer um campeonato de joquempô ganhou as redes sociais e virou notícia até em sites esportivos como Esporte Interativo e ESPN.
Aqui abaixo você confere o vídeo na íntegra do momento que viralizou: