O Compêndio da Censura

FEATUsssRED NOVO TEMA

Nessa página, será mantida uma coleção de todos os argumentos usados na grande e pequena mídia para regular e moldar produtos culturais, como games, filmes, série e livros, à luz da sua ideologia de justiça social, safe spaces e diversidade.

A intenção é criar uma pintura geral da insanidade liberada pela polícia do pensamento, um monumento ao autoritarismo que vem tomando conta da mídia especializada em cultura pop, da própria indústria do entretenimento e de parcelas da sociedade.

LOLY QUOTES

Capa da primeira edição da “Mulher de Ferro” negra é alterada por que eu nem sei

ESTÁ PROIBIDO: Top e calça preta, eu acho.

▲ Ilustrador Frank Cho se demite após ter capa considerada “vulgar demais” sumariamente alterada

ESTÁ PROIBIDO: Terço de nádega lateral da Mulher-Maravilha.

The Great Wall faz “whitewashing” ao pôr Matt Damon de protagonista salvando a Muralha da China.

ESTÁ PROIBIDO: Matt Damon.

▲ Batman – The Killing Joke: É errado usar mulher como plot device e aludir à super-heroínas sendo estupradas (por mais que sirva a história).

ESTÁ PROIBIDO: De novo, mostrar qualquer heroína em posição de vulnerabilidade – especialmente sexual, já que “nenhum herói homem passa por isso”, por mais que sirva para a motivação do protagonista ou desenvolvimento do vilão. Aliás, o simples fato de usar mulher como plot device de motivação pra personagem homem é sexista.

 O Capitão América beijar Sharon Carter em Guerra Civil estraga o filme pois acaba com a possibilidade casal gay Cap/Bucky.

ESTÁ PROIBIDO: Marcar um personagem como heterossexual pra não sufocar as fantasias de uma micro-parcela da fanbase.

 Pôster de X-Men que mostra o Apocalypse enforcando a Mystique é considerado inapropriado por lembrar violência sexual.

ESTÁ PROIBIDO: Mostrar heroína em situação de vulnerabilidade, como se nunca retratassem homens na mesma situação.

▲ Rey não devia ser filha do Luke para não criar uma noção de “aristocracia interestelar”, como se fosse precisa linhagem para ser um herói poderoso.

ESTÁ PROIBIDO: Criar histórias sobre famílias e linhagens poderosas, pois promove noção elitista.

 Overwatch é sexista pois só retrata um tipo de corpo feminino.

ESTÁ PROIBIDO: Ter qualquer visão estética particular para a sua obra, tem que seguir a cartilha.

 Tudo sobre o design da Bayonetta é feito buscando o prazer masculino do jogador.

ESTÁ PROIBIDO: Fazer um personagem tipo Edward Cullen para homens.

 Sexualidade é detrimento para um video game e deveria ser contada como ponto negativo em reviews.

ESTÁ PROIBIDO: Video games são arte e, como toda arte, devem retratar todas as esferas da existência humana. Menos sexo, é claro.

 Geralt, de The Witcher 3, é muito sem emoção. Má escrita? Não, machismo mesmo.

ESTÁ PROIBIDO: Fazer personagem masculino fechado emocionalmente.

 Relação da Harley Quinn glamoriza relacionamentos abusivos.

ESTÁ PROIBIDO: Retratar relacionamentos abusivos com qualquer tom de sutileza na ficção.

 Clássico da literatura, Lolita, glamoriza pedofilia e promove a cultura do estupro.

ESTÁ PROIBIDO: Retratar relacionamentos entre um menos e um maior de idade na ficção.

 Harley Quinn e Mulher-Maravilha são hiper-sexualizadas.

ESTÁ PROIBIDO: Ter personagens femininas com estética sexy sem uma justificativa de 3 páginas.

 Deadpool é machista, transfóbico, racista, xenófobo, cheio de clichês e faz piada com assuntos sérios como abuso infantil.

ESTÁ PROIBIDO: Ser o Deadpool.

LOLY DIVISÓRIA DE TEXTO